Editora Novo Conceito

Publicidade

Banner exemplo

O Hobbit oculto: 10 segredos do clássico de Tolkien

08 de Novembro de 2013 | Autores

O autor de "A Sabedoria do Condado", Noble Smith, revelou em seu blog segredos ocultos no Hobbit. Confiram:

Revisitar ‘O Hobbit’ é como peneirar através das pilhas do tesouro e saqueá-lo: sempre há algo novo a descobrir sobre J.R.R. Tolkien e seu clássico. Aqui estão 10 segredos a respeito do autor e de seu livro que você, grande amante da Terra Média, poderia ter esquecido.


A miscelânia Hobbit

A primeira tradução de ‘O hobitt’ foi suéca, e Tolkein não ficou satisfeito com o resultado. O tradutor alterou o nome de hobbits para o bizarro Hompen. Tolkien abominou a mudança de seus editores da palavra Hobitt por qualquer outra, como na primeira edição brasileira, onde ele era chamado de O gnomo. Ainda bem que as recentes traduções de ‘O hobitt’ trazem no título a palavra hobbit em ambas as línguas.

P.S.: se você fala esperanto, o livro tem o nome de ‘La Hobito’.

Cheira a espírito Hobbit

Na história de Tolkien publicada postumamente, ‘The quest of Erebor’, Gandalf diz que escolheu o valente Bilbo para integrar a expedição de Thorin para a Lonely Mountain por uma razão muito importante: o dragão Smaug não estaria hábil para identificar o aroma de um morador do condado da parte mais baixa da Terra Média. Smaug era um grande conhecedor de anões, de qualquer forma. E depois de comer seis de seus animais ele instantaneamente reconhece o delicioso sabor do anão montado no pônei. Agora ele tinha um paladar sútil!

Adivinhações em Uma festa inesperada*

 Um conto marcante na história da publicação é como Tolkien reescreveu partes de O hobbit depois de sua primeira publicação (em 1937) para melhor fixar a lenda que estava desenvolvendo para O senhor dos anéis. No primeiro capítulo de O hobbit, Gollum era algo como doce e de boa vontade oferece o anel se Bilbo vencer o concurso de adivinhas. Tolkien significativamente alterou o capítulo ‘Riddles in the Dark’ (*aqui no Brasil, Uma festa inesperada), tornando o Gollum mal e corrupto pelo anel – da forma como nós o achamos tão precioso.

Aragorn esteve aqui!

Quando era uma criança, a mãe de Aragorn o levou para viver em Rivendell depois que seu pai for assassinado. Então quando Bilbo vem para a Última Casa do Caseiro a Oeste do mar pela primeira vez, o jovem Aragorn, de dez anos, estava morando lá. Infelizmente, nós podemos apenas imaginar esta fanfic digna, já que Aragorn não é mencionado em O hobbit. Por quê? Porque Tolkien não tinha inventado esse personagem. De fato, no primeiro rascunho de A sociedade do anel, o misterioso estranho que Frodo conhece no Pônei Saltitante era chamado Trotter, e ele era... um hobitt!

A resposta para Bree

De acordo com “The quest of Erebeor”, Galdalf and Thorin se conhecem mas mudam de caminho perto de Bree (Gandalf estava no seu caminho para o Condado para uma pequena férias com seu cachimbo). Possivelmente o feiticeiro e o anão tenham tomado cerveja em uma das pousadas da cidade. Seja como for, depois de ouvir o audacioso plano de Thorin de pegar de volta a Lonely Mountain, Gandalf decide alistar Bilbo em sua perigosa jornada. Ele estima que Smaug deva ser encarado antes que o Necromancer transforme o monstro para seus próprios propósitos maléficos e tem a premonição de que o aventureiro Bilbo Bolseiro é o cara certo para o trabalho (mas ele não contava com o fato de Bilbo cheirar a rabo de hobbit).

Bilbo, o ‘olho grande’

Em 1969 Tolkien vendeu os direitos do cinema de O hobbit e O senhor dos anéis por 100 mil libras para que seus herdeiros estivessem aptos a pagar as enormes taxas estaduais se sua morte acontecesse antes da venda dos direitos de publicação de seus livros. A primeira versão de O hobitt foi ao ar em 1977 na televisão, pelos mesmos produtores do stop-motion “Rudolph the Red-Nosed Reindeer”. Mesmo que a produção animada de “O Hobbit” tenha sido algo parecido com bonecas trolls anêmicas, Bilbo parece ter saído de uma pintura de Keane com enormes olhos, goblins tiraram os cintos para mostrar músicas vistosas e um Gollum que cruzou entre um sapo morto e Don Knotts, o filme atualmente não é tão ruim quanto nós parecemos nos lembrar.

Ok, eu menti. Ele realmente é uma porcaria.

Filho de um Unwin

Quando Tolkien ofereceu ao editor Stanely Unwind seu manuscrito de O hobbit, Unwind entregou isso ao seu filho Rayner para revisão. Por esse trabalho Rayner pagou exatamente um selim – o suficiente para um hobbit comprar um quartilho de cerveja. O garoto curtiu o livro de Tolkien e escreveu: ‘...é bom e poderia ser para todas as crianças entre a idade de 5 a 9 anos.’ (o sofisticado Rayner tinha 10 anos na época). O próximo ano que Rayner leu o primeiro capítulo da sequência sem nome de Tolkien, se queixou de que tinha muita ‘conversa de hobbit’. Depois de se passarem 20 anos, de qualquer forma, Rayner O Editor ajudou a publicar O senhor dos anéis...mesmo com toda a conversa de hobbit.

Halflings são da Escócia

A palavra halfling vem do escocês hawflin é o equivalente de um adolescente desajeitado (também conhecido como um dorkwad). Depois de Tolkien ter processado os fabricantes de Dungeons & Dragons por infringir direitos autorais, os jogadores de D&D foram forçados a remover toda menção de ‘hobitts’ de seus jogos. A palavra foi substituída pela não copiada Halfling, criando uma correlação irônica indesejada entre jovens nerds e as regras dos jogos de fantasia.

Bolseiro = Fim de rua

O nome de Tolkien para a casa ancestral de Bilbo, Bolseiro, na verdade é um trocadilho inteligente. Na França, ruas sem saída foram nomeadas após a coronha de saco (a cul-de-sac). Bolseiro, sentado no terminal de Bagshot Row, é o fim da estrada, na Vila dos Hobbits. Quando os pais de Bilbo se casaram, o lugar era apenas um monte de areia. A propósito, o pai de Bilbo, Bungo, construíu a Bolseiro para sua amada Belladonna. (Diga isso três vezes rápido.) Nemeses de Bilbo no Condado são sua Bolseiro, a cobiça, a colher de roubo e primos Frenchy de muita sonoridade: os Sacola-Bolseiros.

Tesouro Troll

Quando Bilbo e Gandalf retornam ao condado no fim de O hobitt, eles passam por uma caverna troll onde eles encontram sua espada Elven. Bilbo está relutante em tirar o espólito restante dos trolls, mas Gandalf o convence a trazê-la para casa. Isso não é nada até que em A sociedade do anel nós descobrimos o que aconteceu a todo esse ouro. Como Frodo, Merry, Pippin, Sam e Strider passam pela mesma caverna troll em sua jornada para Rivendell, Frodo conta a seus amigos como Bilbo deu todo o tesouro troll. A razão? Porque a riqueza vinha de ladrões e foi ilícita. Bilbo não queria que a Terra Média fosse o equivalente a um banco de investimento de ladrões: um Goldman Sachsville-Baggins.

 

Nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar

avatar novo conceito

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Receba nossa newsletter

Fique por dentro das novidades

Grupo Editorial

Novo Conceito

UMA EQUIPE JOVEM, pronta para DESTACAR-SE NO MERCADO PUBLICAndo CONHECIMENTOS, lançando autores E FAZEndo HISTÓRIA.