Editora Novo Conceito

Publicidade

Banner exemplo

Como aceitar a imperfeição?

21 de Março de 2014 | Mais Conteúdo

“É muito importante o quanto nos conhecemos e compreendemos, mas existe algo que é ainda mais essencial para uma vida integral e plena: amar a nós mesmos.” – Brené Brown

 Se existe uma afirmação que escutamos desde pequenos é esta: não é possível amar alguém sem antes nos armarmos. Mas até que ponto conseguimos vivenciar verdadeiramente a experiência do amor por nós mesmos, aceitando nossos padrões, admitindo que somos vulneráveis e propensos ao erro? Porque o amor-próprio requer a autoaceitação e isso significa se preocupar menos com o que os outros vão pensar, tomando como guia nossos sentimentos e verdades — ou, simplesmente, estarmos conscientes sobre nós mesmos.

Em uma tarde do mês de novembro de 2006, a ph.D., escritora e professora Brené Brown pensou que, ao pesquisar sobre pessoas que viviam plenamente, teria a confirmação de que estava “vivendo corretamente”, e que essas pessoas, que se sentiam completas, teriam a mesma vida que ela: trabalhavam duro, seguiam regras, repetiam algo até acertar, sempre tentando se conhecer melhor. Mas para sua surpresa, ela se deparou com uma triste realidade: estava vivendo e amando com todo o seu coração, mas não estava totalmente convencida de estar vivendo assim. Foi então que Brown deu início não só a sua nova pesquisa, como também resolveu compartilhá-la em seu livro A Arte da Imperfeição, lançado no Brasil pelo Grupo Editorial Novo Conceito. Com o sucesso de sua obra, a autora foi um dos fenômenos do TEDxHouston, e desenvolveu um projeto on-line junto à apresentadora Oprah Winfrey.

No início do próximo mês, Brené e Oprah se reunirão novamente para a segunda parte do curso de seis semanas, em que demonstrarão como colocar em prática as orientações descritas em A Arte da Imperfeição. Temas como sinceridade, trabalho significativo, brincar e descansar, risos e criatividade fazem parte desta jornada vivenciada em grupo, que tem como lema: “Eu sou imperfeito e sou suficiente”.

Saiba mais em: http://www.oprah.com/own-brene-brown-course/brene-course-bundle-landing.html


Cultivando gratidão e alegria – por Brené Brown

O que é alegria?

“Alegria parece ser um passo além da felicidade.
Felicidade é um tipo de atmosfera em que você vive, às vezes, quando tem sorte. Alegria é uma luz que preenche você com esperança, fé e amor.” – Adela Rogers St. Johns

 Aproveite o DIA

Deliberação: Quando estou afogando em medo e escassez eu tento ativar alegria e suficiência reconhecendo o medo, e então transformando-o em gratidão. Digo em voz alta “Estou me sentindo vulnerável. Tudo bem. Sou grata por _________”. Fazer isso certamente aumentou minha capacidade de sentir alegria.

Inspiração: Sou inspirada pelas doses diárias de alegria que surgem nos momentos comuns, como quando caminho com meus filhos da escola para casa, pulo no trampolim ou faço refeições com minha família. Reconhecer que são esses momentos que realmente constituem a vida mudou minha perspectiva de trabalho, família e sucesso.

Ação: Nos alternamos ao dar graças antes das refeições e criamos um pote da gratidão, onde colocamos bilhetes em que agradecemos o que conseguimos, assim vamos fazendo da Vida Plena um projeto de toda a família.

Como você aproveita o DIA?

 

 

 

 

Nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar

avatar novo conceito

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Receba nossa newsletter

Fique por dentro das novidades

Grupo Editorial

Novo Conceito

UMA EQUIPE JOVEM, pronta para DESTACAR-SE NO MERCADO PUBLICAndo CONHECIMENTOS, lançando autores E FAZEndo HISTÓRIA.

  • Emily Giffin

    UMA PROVA DE AMOR

    Emily Giffin