Editora Novo Conceito

Publicidade

Banner exemplo

Livro no lixo?

12 de Agosto de 2014 | Tammy Luciano

Saí para almoçar com meu pai para comemorarmos o Dia dos Pais e, caminhando na direção do carro, vi no chão um livro. Uma escritora reconhece esse objeto mesmo estando nos seus piores dias. Peguei e fiquei paralisada por alguns poucos segundos. Um dicionário de português, com páginas amareladas, possivelmente por alguma bebida, e amassado. Não tinha como deixá-lo ali, abandonado, no meio da rua. Seria como deixar de ajudar alguém, necessitando muito de mim. 

Peguei e imediatamente me veio uma série de reflexões sobre a situação. Fiquei muito mal vendo todas aquelas palavras ali jogadas fora sem a menor cerimônia. Será que para outra pessoa isso não seria um problema? O que tem um livro no lixo? É só mais um pedaço de papel abandonado? Somos a terra de pessoas que jogam lixos em rio, sujam calçadas, jogam o que não desejam pela janela do carro e pouco aproveitam do próprio lixo que produzem. Será que existe castigo divino para quem joga um livro fora? 

Pensei no livro, como se ele fosse um ser lixos, que estivesse na calçada, jogado e abandonado, gritando pelos seus direitos: olhe o que fizeram comigo e como me tratam! É isso que sou para eles, um resto de não quero mais, jogado em uma calçada? Me salve! Esse ato me faz pensar o quanto o saber representa para quem se livrou do dicionário abandonado. Fico angustiada com a ideia de pessoas jogando livro fora. Sabemos que existem estudantes que precisam ler aquele conteúdo. Quantas dúvidas esse dicionário ainda não tiraria?  Depois, imagino a chuva caindo, molhando de uma vez por todas o que ainda teria muita serventia. 

Qual será o significado disso nos nossos dias? Seremos nós a sociedade que acha normal jogar livros fora? Cada dia menos, estamos valorizando o livro? Quando me dizem que as pessoas não gostam de ler, faço questão de deixar claro que muita gente gosta de ler, sim, ainda bem, e certamente, elas não jogariam fora um livro. Já descobriram como aquele conteúdo pode mudar para melhor suas vidas. Viva! Aos leitores que cuidam bem e preservam suas histórias! São eles os grandes incentivadores desse aumento nas vendas de livros. 

Confesso, passadas algumas horas, que estou refeita da decepção ao encontrar aquelas folhas no chão. Quero pensar que nem tudo está perdido, que a cena também ofenderia outras pessoas. E, definitivamente, fico bem tranquila e satisfeita quando lembro dos meus leitores, falando apaixonados de como a leitura mudou suas vidas, como adoram ler e o quanto ficam felizes a cada novo lançamento. O mundo não está perdido. Que esse amor pelos livros contagie ainda muito mais gente.

Ah, a quem interessar possa. Não devolvo mais o dicionário. Vou desamassar suas páginas, limpar as folhas sujas, deixá-lo de novo pronto para uso e aproveitar todo o saber de suas páginas. E garanto, o dicionário já respira aliviado. Reconheceu território amigo e sabe que aqui ninguém fará mal a ele.

Um livro precisa ser amado além da sua aparência. #fato

Sejam sempre felizes!

Até semana que vem.

Nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar

avatar novo conceito

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Receba nossa newsletter

Fique por dentro das novidades

Grupo Editorial

Novo Conceito

UMA EQUIPE JOVEM, pronta para DESTACAR-SE NO MERCADO PUBLICAndo CONHECIMENTOS, lançando autores E FAZEndo HISTÓRIA.

  • Emily Giffin

    UMA PROVA DE AMOR

    Emily Giffin