Editora Novo Conceito

Publicidade

Copa de Literatura!

08 de Julho de 2014 | Tammy Luciano

Aprendi a controlar uma úlcera que jamais tive, mas, em vários dias, a sensação de que ela está lá é mais real do que a necessidade de respirar. Senti isso no jogo do Brasil contra a Colômbia em que o Brasil todo se calou, Neymar saiu de campo e da Copa, e a gente só respirou aliviado mesmo no último segundo do jogo. Minha úlcera inexistente também berra na rotina da minha carreira, no ir e vir de decisões, na luta diária e nas dificuldades que alguns leitores não acreditam existir. Alguns amigos invejam as facilidades da minha profissão, sem ter nenhuma ideia dos diversos desafios que enfrenta um autor nacional.

Aliás, vejo cada dia menos as pessoas questionando a Literatura Brasileira. Quem não gosta de ler livro nacional abaixou a voz, perdeu força no tom e está como a torcida rival nos jogos do Brasil, surpresa com o coro uníssono do Hino Nacional. É a Literatura brazuca na área! Um escritor joga a bola para o outro e, afinal, por que não, já que um leitor não quer só um livro na estante?

 

Aí, minha imaginação vai longe e ouso pegar emprestada a enorme movimentação da Copa e a direciono para a Literatura. Prometo devolver já, já esse meu pensamento para o mundo real. Então, vamos imaginar desde o começo. O Brasil anuncia que sediará o maior evento literário do mundo e o país comemora. Uma Copa Literária! Milhões são dedicados a construir enormes bibliotecas pelo território nacional para que os jogos literários sejam realizados. Depois, os escritores são escalados. Como a imaginação é minha, desculpa aí, eu me incluo na lista de selecionados, e minha família e amigos comemoram que entrarei em campo para exaltar os livros brasileiros.

Treinamos meses, marcas famosas investem milhões correlacionando seus nomes com comerciais superproduzidos enaltecendo a importância da Literatura. Livros viram símbolos da riqueza, do luxo, do poder, do saber. Emissoras de TV se organizam para mudar a programação e dedicar seu tempo a cada competição literária.

A Copa Literária vira assunto do momento! Vence o país que tiver os melhores escritores, as melhores histórias publicadas e as maiores emoções causadas no público. Olhos atentos, a arquibancada de leitores pula e vibra a cada palavra dita em voz alta, a venda de livros aumenta em todo país, leitores brasileiros se vestem de verde e amarelo e têm livros pintados nas camisas, chapéus de livros, camisas com os títulos literários mais especiais e e-books são lançados em enormes campanhas mundiais.

Um, dois, três gols... O Brasil não faz feio na Copa Literária. Durante anos os nossos escritores produziram no silêncio, mas com os investimentos das editoras, no evento mais esperado do mundo, o Brasil encanta a todos. Lindos textos são ditos, pessoas enxugam lágrimas e ficam envergonhadas por terem ficado tão emocionadas. A voz da autora ecoa pelo estádio: finalmente, o casal se encontra. Ela chega na porta da casa dele molhada, caminhou na chuva, sofreu, viveu anos sob uma pressão emocional interna e agora está parada ali na sua frente, ofegante, encantadora. Ele tenta resistir e os dois agora são um só em um beijo tão apaixonado quanto seus olhares. O público pode sentir aquele beijo e perdoa a personagem por durante tantos anos ter se aprisionado em si mesma, se culpando por crimes que jamais cometeu.

Tudo bem, foi só um sonho, mas imaginar uma Copa Literária nada tem demais e seria um evento mundial maravilhoso. As Bienais não têm a mesma repercussão, mas, pode perguntar para qualquer escritor, costuma ser o evento das nossas vidas e mexe com os nossos corações na mesma intensidade que acontece com os jogadores de futebol nesse atual momento esportivo. Desde que a Copa começou, queria escrever essa coluna. Um sonho bobo, pode ser, mas não tenho dúvida ao afirmar que uma Copa Literária deixaria um legado gigantesco para o Brasil. Algo que somente as palavras sabem dizer e são capazes de fazer na vida de cada um de nós! Bola na rede, um gol de placa feito em letras, voando pelos ares como uma jogada inesquecível, importante como só um tesouro literário sabe ser.

Sejam sempre felizes!

Até semana que vem!  

Nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar

avatar novo conceito

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Receba nossa newsletter

Fique por dentro das novidades

Grupo Editorial

Novo Conceito

UMA EQUIPE JOVEM, pronta para DESTACAR-SE NO MERCADO PUBLICAndo CONHECIMENTOS, lançando autores E FAZEndo HISTÓRIA.

  • Emily Giffin

    UMA PROVA DE AMOR

    Emily Giffin