Editora Novo Conceito

Publicidade

Banner exemplo

Carros e celulares tamanho GG?

21 de Agosto de 2013 | Que Negócio é Esse?

É isso mesmo, hoje em dia, o tamanho é documento. Na verdade sempre foi. Como animais sociais precisamos ter um rabo de pavão maior, mais volumoso do que dos outros, para mostrar que somos poderosos. É exatamente o mesmo motivo, biológico, porque compramos objetos de marca. Mostrar-nos mais capazes de sobreviver e reproduzir, do que os nossos co-específicos( seres da mesma espécie).

Pois olha só! O processo não era o contrario? Carros e celulares não deveriam ficar menores? A resposta é definitivamente, não. Quanto maior for o produto, quanto mais aparente for a marca melhor para o consumidor.

Já percebeu como os celulares têm crescido? Tem gente com um quase-tablet na orelha e se achando o máximo. E se o celular é menor que isso e tem a marca aple, daí é melhor andar com ele na mão para todo mundo ver que você tem o ultimo lançamento. E carros então? Como estão ficando altos e mais compridos! Precisa até de estribo para subir, como se fazia em charretes antigamente!!

O estranho mesmo é que a tendência de deixar tudo cada vez menor é coisa do passado e de japonês. Mesmo as ruas estando lotadas, não cabendo mais nada e a falta de lugar para estacionar, ninguém quer mais carro pequeno. Talvez a miniaturização dos carros seja apenas uma tendência europeia e do Mister Bean!

Uma matéria do o Estado de São Paulo diz que os edifícios estão adaptando as vagas a carros GG. Para isso os condomínios têm que redesenhar suas faixas e reorganizar o espaço, assim como as entradas e saídas de veículos dos condôminos e até cavar mais um andar de subsolo. Não é incrível!

A verdade é que as teorias de produto e branding, assim como a sua prática precisam evoluir e amadurecer para incluir a fisiologia. A marca agora pode amadurecer e passar para o próximo nível olhando para a biologia e não apenas palavras e ideias. A questão é que os comportamentosde escolha e compra têm uma base muito, muito antiga no cérebro, o reptiliano, que não pode ser verbalizado e nem sempre bem entendido conscientemente.

Os seres humanos não apenas compram coisas por razões percebidas e faladas ou pensadas, com seus cérebros conscientesmas, fundamentais por instintos biológicos e sobrevivência.

A sobrevivência em si é muito menos problema agora do que era quando nossos miolos foram evoluindo – mas essas unidades antigas ainda estão lá agindo diariamente. Muito do que é rotulado de “irracional” são apenas instintos comportamentais e habilidades de sobrevivência e comportamentos de enfrentamento que eram muito valiosas, caso contrário não teriam sido repassadas.

Outo fato é que, nossos cérebros primitivos, geram comportamentos baseados principalmente em algumas pistas visuais e por isso o tamanho e a ideia do branding fazem tanta diferença. Aparecer como forte, provedor, rico(a) contribui para a reprodução e para a sobrevivência, os dois motores do comportamento do consumidor.

Ai ! Que Loucura! Ai como era grande!!

Nenhum comentário

Seja o primeiro a comentar

avatar novo conceito

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Receba nossa newsletter

Fique por dentro das novidades

Grupo Editorial

Novo Conceito

UMA EQUIPE JOVEM, pronta para DESTACAR-SE NO MERCADO PUBLICAndo CONHECIMENTOS, lançando autores E FAZEndo HISTÓRIA.