Editora Novo Conceito

Publicidade

Qual escritor fez você se apaixonar por literatura?

05 de Dezembro de 2013 | Marina Carvalho

Passeando pelo Skoob, a rede social dos leitores ávidos, encontrei esta imagem:

Eu já tinha outro tema para a coluna desta semana, mas fui levada a mudar de assunto pelas reflexões que a pergunta acima me levou a fazer. Já mencionei antes que minha paixão pela leitura começou cedo, quando li “O barquinho amarelo”, da Ieda Dias, aos seis anos. Claro que eu ainda era muito pequena para definir meu gosto literário e saber que aquela autora havia sido fundamental na minha vida de leitora. Na verdade, nem sei se cheguei a ler outra história escrita por ela.

Portanto, apesar de seu livro ser um marco para mim, não foi ela, a Ieda, que me fez cair de amores pela literatura.

Ah! Talvez tenha sido o Maurício de Sousa! Sim, afinal, ele é o criador da turma mais divertida do meu mundo e o responsável pelas horas que deixei de assistir aos programas da TV para devorar suas revistinhas. Passei anos da minha infância – e, confesso, da minha juventude também – fazendo isso e não me arrependo nem um pouco. Se querem mesmo saber, até hoje não tenho muita paciência com a programação da televisão. Troco tudo por um bom livro.

Bom, mas acho que o Maurício não pode levar os créditos por minha paixão literária sozinho. Seria injusto com tantos outros autores que, mais para frente, arrebataram-me de vez. Vou tentar citar alguns, correndo o risco de esquecer um ou outro:

- Marcos Rey: famoso por suas histórias de mistério, foi meu companheiro dos meus oito aos doze anos aproximadamente.

- Pedro Bandeira: já falei e vou repetir: os Karas são demais! Como desejei fazer parte da turma de jovens detetives que ele consagrou em sua série mais famosa!

- Agatha Christie: sim, a Rainha do Crime. Por uma fase da vida, só lia os livros dela. Quebrava a cabeça para descobrir quem era o assassino e sempre me frustrava no final, porque eu passava longe de adivinhar.

- Jane Austen: seus romances tão avançados para a época em que foram escritos me marcaram a ponto de a Jane ser a minha autora predileta. Um dos meus maiores sonhos é reescrever uma de suas histórias. Não sei se conseguiria...

Além desses autores citados, minha mãe ainda tentou me fazer gostar de Julio Verne, o que não rolou muito na época. Ela vivia argumentando: “Seu primo Eduardo adora. Já leu toda a coleção.” Mas, infelizmente, comigo não funcionava. Hoje vejo o Julio com outros olhos e reconheço seu valor. Eu mesma já coloquei livros dele na lista de leituras obrigatórias dos meus alunos. Que ironia! (risos)

Então, será que respondi à pergunta feita pelo Skoob? Do jeito que escrevi, se fosse em uma de minhas provas, chamaria de prolixo o aluno que tivesse dado uma resposta comprida como esta. Mas aqui a conversa é diferente e eu precisava descobrir os “culpados” pelo meu louco amor pelas letras. É ou não é? J

Pois bem. E quanto a vocês? Que resposta dariam à enquete do Skook? Posso saber? Então escreva-a aqui para mim.

Adorei nosso papo de hoje.

Abraços e até semana que vem!

2 pessoas comentaram

Deixe seu comentário

avatar novo conceito

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Roberta Santos

Roberta Santos - 06 de Dezembro de 2013 às 21:35

eu gosto de muuuitos, mas minha paixão é a Jane Austen e agora estou conhecendo e amando a Julia Quinn, ela é incrivel <3

Compartilhar via Facebook Logar via Twitter

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Ana Cristina Brito

Ana Cristina Brito - 05 de Dezembro de 2013 às 15:03

Amo Machado de Assis,Clarice Lispector,Érico Veríssimo,Maria Clara Machado...Tenho loucura por Jane Austen,Saramago,Sidney Sheldon,Oscar Wilde,

Compartilhar via Facebook Logar via Twitter

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Receba nossa newsletter

Fique por dentro das novidades

Grupo Editorial

Novo Conceito

UMA EQUIPE JOVEM, pronta para DESTACAR-SE NO MERCADO PUBLICAndo CONHECIMENTOS, lançando autores E FAZEndo HISTÓRIA.

  • Emily Giffin

    UMA PROVA DE AMOR

    Emily Giffin