Editora Novo Conceito

Publicidade

Banner exemplo

Ser escritora é: ser leitora

14 de Agosto de 2014 | Lu Piras

Para este segundo episódio da série “Ser escritora é” escolhi o tema: Ser Leitora.

Existe um livro selando a minha amizade com você, leitor. Seja este livro de minha autoria ou não, você não veio ao encontro desta minha coluna hoje, à toa. Sabemos que o catálogo da Editora Novo Conceito é extenso e variado. Meu livro Um Herói Para Ela é mais um título entre centenas. Talvez você não tenha lido meu livro ainda ou sequer pretenda lê-lo. Talvez você nem me conheça ou tenha ouvido falar de mim. Talvez você saiba exatamente por que está lendo esse texto agora; porque procura me conhecer um pouco mais depois de ter lido o meu livro, ou, porque quer me conhecer independentemente de ler meus livros. Não importam as hipóteses que trouxeram você ao meu encontro. Não importa que o gênero literário de nossa preferência não seja o mesmo. Se você está aqui é porque gosta de ler, e então, já temos muito em comum.

Dito isso, eu quero propor a você um jogo de palavras. Ele começa com a assertiva: nem todo leitor é escritor, mas todo escritor é leitor.  

Bem, um dia o leitor que não é escritor pode decidir escrever. Ele nunca vai parar de ler. Ele vai ler cada vez mais. Vai ler cada vez melhor. E vai escrever cada vez mais. E vai escrever cada vez melhor. O escritor nunca deixará de ser leitor. Nem nunca deixará de ser escritor enquanto houver livro que precise ser lido. Enquanto houver leitor. E enquanto houver mais e melhores livros, haverá mais e melhores leitores. Eu e você fazemos parte desse ciclo. Eu escrevo para que você leia. Quanto mais você lê, mais eu escrevo. Quanto melhor eu escrevo, mais você lê. Você pode não ser leitor dos meus livros, mas nós que lemos, queremos sempre mais do escritor. E o escritor exige cada vez mais dos livros que lê.

Vamos agora virar o jogo. E se o reflexo do que você leu for o inverso de tudo o que eu escrevi? Isto é, se todo leitor for escritor, nem todo escritor for leitor, e um dia o leitor que é escritor decidir parar de ler. Bem, ele nunca vai parar de escrever. Mas vai escrever cada vez menos. Escrever cada vez pior. O escritor que parar de ler, deixará de ser lido. Não haverá livro que mereça ser lido, se não houver escritor que seja leitor. Sim, eu e você também fazemos parte desse ciclo. No entanto, o reverso de tudo o que foi dito é que eu não escrevo para que você leia. Eu escrevo porque quanto mais eu leio, mais eu escrevo. Eu leio porque não quero parar de escrever. E, posso apostar, seja você leitor, seja você escritor, isto e aquilo, ou vice-versa: no que depender da vasta gama de escritores que leem, você nunca vai deixar de ler. 

1 pessoa comentou

Deixe seu comentário

avatar novo conceito

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Paula Zawatski

Paula Zawatski - 15 de Agosto de 2014 às 15:34

Pra início de conversa, como no início da coluna, ainda não li teu livro, Lu, mas ele está na minha fila, e estou ansiosa.

Compartilhar via Facebook Logar via Twitter

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Receba nossa newsletter

Fique por dentro das novidades

Grupo Editorial

Novo Conceito

UMA EQUIPE JOVEM, pronta para DESTACAR-SE NO MERCADO PUBLICAndo CONHECIMENTOS, lançando autores E FAZEndo HISTÓRIA.

  • Emily Giffin

    UMA PROVA DE AMOR

    Emily Giffin