Editora Novo Conceito

Publicidade

O lado de cá

21 de Julho de 2014 | Christine M.

Ter a minha estreia neste espaço exatamente na semana do autor nacional me fez pensar sobre o fato de eu pertencer a este grupo. Ainda hoje me espanto ao me ver do lado de cá.

Confesso que prefiro não pensar nisso. Não penso no termo escritora, pois essa pequenina e inocente palavra de quatro sílabas pesa uma tonelada em meus ombros.

Eu explico:

Imagine uma criança que se dividia entre mundos imaginários, mundos escritos, mundos construídos por um grupo de nomes consagrados na Literatura, tocado por deuses e destinado a trazer para humanidade a luz do sonho, das artes e de algo que, embora eu não consiga nomear, sei que permanece e sobrevive às gerações.

Depois, essa criança cresceu e amadureceu refletindo sobre questões que, embora não vividas, testemunhou nas linhas de outros. Sou o que sou porque conheci também experiências que não eram minhas, mas que passaram a viver dentro de mim a cada leitura.

Se não bastasse toda essa relação de intimidade e adoração com os livros, o destino me levou ao curso de Letras, o que só fez o meu respeito e a minha admiração por escritores aumentarem. Eu presenciei um legado que é maior do que eu, você e grande parte daquilo que conheço. E é por isso que a palavra pesa. O conceito é grande e eu sou pequena perto disso tudo.

Ainda assim, ferindo a probabilidade, cá estou eu contando histórias, insistindo em assinar capas e a fazer das minhas sensações as suas, transformando meus pensamentos em algo coletivo e deixando para o mundo coisas que eu não posso qualificar, mas que são minhas, e talvez, nossas.

Para aliviar, digo que sou escrevedora, uma palavra inventada, enxertada com um sufixo brando para me permitir fazer algo que eu julgo maior do que eu. Tento não pensar na grandeza que é ser parte da vida e da cabeça das pessoas que aceitam pensar e sentir comigo, pessoas que talvez eu jamais conheça, mas que me conhecem de alguma maneira. Procuro não me lembrar do fato de que livros são pedaços da eternidade.

Assim, sem refletir e analisar demais, consigo comemorar ser integrante do grupo de autores nacionais. Comemoro minhas palavras escritas em português do Brasil, para brasileiros e que – com sorte – talvez um dia falem sobre nós além de nossas fronteiras.

Ouso me sentar e repetir o ritual de construir mundos, pessoas, vidas... Atrevo-me a viver verdades paralelas de mãos dadas com pessoas que embarcam na loucura de aceitar em si histórias fictícias, mas com sentimentos reais.

Continuarei a escrever. É o que eu sou e não conseguiria deixar de ser. Aceito o fardo e a graça, mas confesso baixinho, quase em silêncio e só para você: ainda tenho medo da pequena – e tão contraditoriamente imensa – palavrinha.

Christine M.
Professora, Escrevedora, Pensante.

Saiba mais: www.christinem.com.br

12 pessoas comentaram

Deixe seu comentário

avatar novo conceito

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Bia Carvalho

Bia Carvalho - 23 de Julho de 2014 às 15:30

Ai que delícia de coluna! Quero mais!

Compartilhar via Facebook Logar via Twitter

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Christine Melo - 24 de Julho de 2014 às 19:20

Obrigada, Bia. Delícia poder voltar a postar textos semanalmente. Te espero na próxima segunda, tá? Beijo. <3

Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter
Mia Fernandes

Mia Fernandes - 22 de Julho de 2014 às 17:23

Que lindo Chris :D Que você continue sempre escrevendo. Suas histórias são um dos pontos altos da minha vida.

Compartilhar via Facebook Logar via Twitter

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Christine Melo - 24 de Julho de 2014 às 19:19

Mia... assim meu coração não aguenta... Saiba que lhe contar histórias também é o ponto alto da minha vida, viu? Beijo grande.

Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter
Ivanildo Melo

Ivanildo Melo - 21 de Julho de 2014 às 18:59

Bela estréia. ....começou muito bem, você vai longe garota é só escrever.......Parabéns. ...

Compartilhar via Facebook Logar via Twitter

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Christine Melo - 22 de Julho de 2014 às 15:48

Amém! Obrigada. <3

Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter
Priscila de Souza

Priscila de Souza - 21 de Julho de 2014 às 16:53

Ai, Chris! <3 A minha alma sempre responde às suas palavras... Que nos encontremos muito nesse novo espaço! Parabéns pelo texto!

Compartilhar via Facebook Logar via Twitter

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Christine Melo - 22 de Julho de 2014 às 15:48

E só por isso tudo faz sentido, Pri. <3 Obrigada, lindinha. <3

Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter
Giulia Ladislau

Giulia Ladislau - 21 de Julho de 2014 às 14:32

Adorei sua participação no blog da NC e já espero a próxima segunda pra ler mais dos seus rascunhos. Ainda quero ler os seus melhores e descobrir o que (raios) a lenda não diz. rsrsrs Beijinhos!

Compartilhar via Facebook Logar via Twitter

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Christine Melo - 22 de Julho de 2014 às 15:47

hahahah espero que goste dos rascunhos antigos e que o que não diz a lenda fale fundo com os seus ideais. Beijo grande. =)

Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter
Giulia Ladislau

Giulia Ladislau - 21 de Julho de 2014 às 14:28

Agora posso ler aquilo que você falou no lançamento sábado. Acho linda essa sua humildade e consciência, mesmo sabendo que nós, do lado de cá, somos fãs e queremos sempre mais da sua escrita.

Compartilhar via Facebook Logar via Twitter

Cadastrando sua mensagem, por favor aguarde...

Christine Melo - 22 de Julho de 2014 às 15:46

Giulia, enquanto uma pessoa desejar me ler, continuarei a dividir meus textos, ideias, sentimentos e loucuras. Obrigada sempre. <3

Compartilhar via Facebook Compartilhar via Twitter

Receba nossa newsletter

Fique por dentro das novidades

Grupo Editorial

Novo Conceito

UMA EQUIPE JOVEM, pronta para DESTACAR-SE NO MERCADO PUBLICAndo CONHECIMENTOS, lançando autores E FAZEndo HISTÓRIA.

  • Emily Giffin

    UMA PROVA DE AMOR

    Emily Giffin